Tag: vst

Addictive Drums no Linux com DSSI-VST

Caixa do Addictive Drums
Addictive Drums

Há um tempo postei uma dica no blog Linux Vst Compatibility indicando os passos para instalar o Addictive Drums no Linux.

O Addictive Drums é um fantástico VSTi (instrumento virtual) de bateria que pode ser utilizado com um teclado ou pads de bateria eletrônica. Para mim é o drum kit mais convincente que encontrei, daí o meu esforço em consegui-lo fazer rodar no Linux.

Primeiramente você precisará ter o DSSI-VST instalado. Demonstrei os passos em outro artigo do meu blog: Compilando o DSSI-VST ou então baixando um pacote de instalação para o Ubuntu: Instalando o DSSI-VST facilmente com um .deb. Em seguida, complete os seguintes passos:

  • Instale o Addictive Drums completo.
  • Na pasta .wine/Program Files/XLN Audio/, entre em “Addictive Drums” e copie as pastas “Sound Data” e “Factory Presets” para algum lugar temporário.
  • Copie os arquivos “GUIData.xpak” e “Resources.xpak” para o mesmo lugar.
  • Copie o arquivo .wine/Program Files/VST Plugins/Addictive Drums.dll para o mesmo lugar.
  • Desinstale o Addictive Drums completo

…agora, baixe o Addictive Drums Demo no site da XLN Audio e…

  • Instale Addictive Drums Demo
  • Na pasta .wine/Program Files/XLN Audio/, entre em “Addictive Drums Demo” e apague (ou, se preferir, crie um backup antes, para então remover) as pastas “Sound Data” e “Factory Presets” e os arquivos “GUI Data.xpak” e “Resources.xpak”. Então substitua pelos arquivos que você havia salvado na pasta temporária anteriormente.
  • Substitua o arquivo “Addictive Drums.dll” na pasta “VST Plugins” também.
  • Execute o Addictive Drums no DSSI-VST digitando “vsthost Addictive Drums.dll” na shell.

Se não carregar nenhum preset assim que carregar, você precisará fazer isso manualmente. Clique na barra de preset (no topo, à esquerda) e escolha algum preset. É isso! Os arquivos da bateria irão ser carregados.

Fiz isso no meu Ubuntu 9.04 com o DSSI-VST 0.8.

Em inglês / In english

If you give (buy) the Addictive Drums (not demo), you will have problems to load in Linux. To solve this, I find a solution:

– Install the Addictive Drums full package

– In .wine/Program Files/XLN Audio/ path, go to “Addictive Drums” path and copy “Sound Data” and “Factory Presets” paths in a temporary place.

– Copy “GUIData.xpak” and “Resources.xpak” to same place

– Copy .wine/Program Files/VST Plugins/Addictive Drums.dll to same place.

– Unistall Addictive Drums full package.

now… download the Demo in XLN Audio site.

– Install the Addictive Drums Demo

– In .wine/Program Files/XLN Audio/ path, go to “Addictive Drums Demo” and remove (or create a backup and remove) the “Sound Data” and “Factory Presets” directories and “GUI Data.xpak” and “Resources.xpak” and replace to files in temporary place that you was saved.

– Replace the “Addictive Drums.dll” file in “VST Plugins” directory too.

– Run Addictive Drums in DSSI-VST using “vsthost Addictive Drums.dll”

If dont load a preset on startup, you need load manualy. Just click in preset bar (top, left) and choose a preset. Thats it! The drum files will be opened.

In my Ubuntu 9.04 with DSSI-VST 0.8 (compiled by me).

Anúncios

Instalando o DSSI-VST facilmente com um .deb

Anteriormente eu já havia publicado um artigo ensinando como compilar o DSSI-VST no Linux. Como eu tinha feito o passo-a-passo com determinada versão dos pacotes, ocorreu que algumas pessoas tiveram dificuldades de compilar seguindo as instruções. Resolvi, portanto, compilar e criar um pacote .deb para disponibilizar a todos.

Vale ressaltar que o pacote criado foi o dssi-vst0.8 no Ubuntu 9.04. Se você está querendo utilizar em outra versão do Ubuntu ou no Debian, ou em outra distribuição, não posso garantir que vá funcionar, apesar de crer que outras versões do Ubuntu não irão divergir ou dificultar a instalação.

Basta baixar e clicar duas vezes para começar a instalação.

Você pode baixar o arquivo .deb no seguinte link: http://www.4shared.com/file/130990149/7b7c979e/dssi-vst_08-1_i386.html

Para compilar para a sua distribuição, siga os seguintes passos: https://henriquegogo.wordpress.com/2008/05/27/compilando-o-dssi-vst/

Compilando o DSSI-VST

Se você tiver dificuldades de seguir os passos abaixo, eu compilei o dssi-vst0.8 e fiz um pacote .db para Ubuntu que pode ser encontrado aqui.

Bem, escrevo este artigo pois demorei um pouco a “descobrir” como realizar a compilação do DSSI-VST para Linux para rodar instrumentos virtuais VST via DSSI.

Há um tempo que migrei definitivamente do Windows para o Linux, mas sentia dificuldades para ter bons programas e instrumentos no meu novo sistema operacional. Resolvi isso com a descoberta do FluidSynth (que carrega SoundFonts) e o DSSI-VST (que carrega instrumentos VSTi). Ambos os instrumentos são carregados através do Rosegarden, que uso para seqüenciar.

Então, vamos ao que interessa.

No Ubuntu 8.04, instalei o DSSI-HOST-JACK, que tem a função de carregar os instrumentos DSSI.

# apt-get install dssi-host-jack

Em seguida, instalei o DSSI do FluidSynth para carregar os SoundFonts no Rosegarden.

# apt-get install fluidsynth-dssi

Agora veio a parte mais difícil: compilar o DSSI-VST (DSSI que com função de VST Host).

Para isso, instale antes o Wine, e tenha certeza que ele está funcionando.

# apt-get install wine

Acesse o site dos desenvolvedores do DSSI-VST (http://dssi.sourceforge.net/download.html) e clique em dssi-vst.

Faça o download da versão mais nova e descompacte.

Os dois parágrafos seguintes são dispensáveis, mas altamente recomendáveis.

Não precisa, mas, se quiser, baixe o VST SDK Header (original da Steinberg). Crie uma subpasta “vstsdk2.4” dentro da pasta onde foi descompactado o DSSI-VST e descompacte o VST SDK.

Se isso for feito, edite o arquivo “Makefile” da pasta do dssi-vst colocando um “#” no início da linha “CXXFLAGS    = -Ivestige -Wall -fPIC” e retirando o “#” da linha “#CXXFLAGS    = -I./vstsdk2.4/pluginterfaces/vst2.x -Wall -fPIC”. Salve.

Agora vamos resolver as dependências.

Instale o header do dssi, do wine, do liblo e do ALSA

# apt-get install dssi-dev wine-dev liblo0-dev libasound2-dev

Provavelmente você não tem o compilador gcc instalado, então instale.

# apt-get install gcc

Bem, depois de resolvidas todas as dependências, vamos compilar.

Através do terminal, acesse a pasta onde foi descompilado o DSSI-VST e digite “make”. Esse processo irá compilar o programa. Se der tudo ok, digite “make install” e pronto, você terá o DSSI-VST instalado!

Para carregar algum VST você pode simplesmente digitar (no terminal):

$ vsthost nomedovst.dll

Para carregar através do Rosegarden, crie uma pasta chamada “vst” (tudo minúsculo) no seu diretório home/voce (ex.: /home/voce/vst) e salve seus VSTis lá.

Pronto! Espero ter contribuído.

Bateria eletrônica


Olha… eu vou acabar lascando a minha perna todinha, tocando bateria nas coxas! hehehe… tem uma parte que nem cabelo tem mais, e essa semana apareceu uns ematomas enormes. “Foi a virada da música”. hehe
Bem, o que acontece é que pensei numa forma alternativa de treinar bateria. Imaginei criar uma bateria eletrônica, claro, ligada ao computador.
Acho que o principal desafio seria criar um mecanismo que servisse para detectar as batidas, porque tocar bateria no teclado, ninguém merece. Então, pensei em desmanchar um mouse ou um teclado… e desenvolver um programinha bem simples, que, dependendo da informação que entrava pela porta do teclado, por exemplo, ele tocava um som “X”.
Simplificando: eu destruo um teclado (antigo)… tiro algumas teclas “chaves”… na verdade, tiro todas, mas deixo apenas os conectores das necessárias para construir minha bateria. Vou tomar como exemplo o teclado numérico. Para cada número eu adotaria um som (que seria tocado através desse programinha de computador). Claro que os “kits” de bateria poderiam ser trocados por comandos simples.
Uma vez destruído o teclado, puxo os fios a partir das teclas determinadas e coloco em sensores de toque (como botões sensíveis)… acoplando eles a uma estrutura que pode ser de madeira ou metal, ou plástico.
O processo se assemelha muito ao outro projeto de criação de módulo de teclado a partir de VSTi, porém acredito que este aqui seja mais simples de fazer, até porque o programinha seria algo realmente simples (um player ativado por teclado).

Múdulo para teclado com instrumentos VSTi e SF2


Recentemente comprei um controlador MIDI para utilizar com meu computador para gravações simples que me pedem, ou simplesmente para me exercitar no piano. Acontece que vez por outra me chamam para tocar em outros lugares, e, apesar de ter um “teclado”, não posso levar para esses lugares, já que ele não tem som algum (é apenas um controlador).
Como utilizo intrumentos virtuais (principalmente VSTi e SF2), fiquei pensando numa possibilidade de levar esses intrumentos para onde eu for, junto com meu controlador. Dei uma pesquisada na internet e achei um tal de “Receptor”. Pronto! Era tudo o que eu precisava. Poderia colocar meus VSTi sem problema, e levar junto com o controlador. Mas, lendo um pouco mais sobre o produto, me espantei: O PREÇO ERA CARÍSSIMO! Coisa de $6.000!!!
Como não consigo me contentar com o fracasso (hehehe) passei a imaginar um módulo virtual criado a partir de uma máquina simples, rodando um sistema básico, simplesmente para rodar o VSTHost. Claro que pensei primeiro no Linux, por ser mais maleável… mas me deparei com o impecílio: VST só roda em Windows ou OSX (para rodar em Linux é uma onda!).
A idéia era pegar um computador antigo, retirar tudo o que não interessa (inclusive a placa de vídeo). Deixar só processador, memória, placa de som e um CD player (pra rodar o software), ou um HD pequeno (para rodar o software) e fazer dele um módulo midi.
Resumindo: construir um módulo a partir de uma máquina velha, com uma placa de som simples e um processador razoável, de forma compacta, para que eu leve a todos os lugares, junto com meu controlador.